Auditores Fiscais demonstram insatisfação com a reforma administrativa do governo

Os auditores fiscais do Estado estiveram reunidos na manhã desta quarta-feira (25) com o deputado Maurão de Carvalho (PP), 1º vice-presidente da Assembleia Legislativa, e, na ocasião, colocaram a preocupação com a desmotivação dos servidores públicos por causa da reforma administrativa proposta pelo Governo do Estado. O encontro aconteceu no plenário da Casa, ocasião em que houve a informação de que o projeto do Poder Executivo ainda não foi lido, mas que já possui um substitutivo. Cópia do projeto foi entregue à direção do Sindafisco para melhor análise, já que nova reunião com a categoria será realizado no próximo dia 8 de outubro.

“Vocês podem contar comigo. Não concordo que quem é responsável pela arrecadação do Estado seja prejudicado com essa reforma. Diminuir salário, não tenho duvida, desmotiva qualquer servidor. O Governo, como um todo, precisa entender isso. De antemão, garanto a vocês que vou conversar com o governador Confúcio Moura e colocar esses pontos importantes trazidos pela categoria aqui na Assembleia Legislativa. O diálogo é sempre bom em qualquer situação”, disse o deputado Maurão de Carvalho aos auditores que lotaram o plenário da Assembleia Legislativa.

O presidente do Sindafisco, Adailton Lima, disse que a preocupação da categoria é com a segurança jurídica. “Não estamos pleiteando aumento salarial. Pelo contrário, queremos a manutenção dos nossos vencimentos. Com a possibilidade da redução do salário do governador, é claro, que seremos atingidos porque o teto salarial é o do chefe do Executivo. Somos os responsáveis pela arrecadação e qualquer diminuição de salário vai desmotivar a categoria”, enfatizou.

Vários auditores fiscais que usaram a palavra na reunião disseram que compreendem a preocupação do Governo com o ajustamento da máquina administrativa, mas deixaram bem claro que não vão ficar calados por conta de má gestão e que possuem projetos alternativos para aumentar os recursos do Estado, desde que sejam ouvidos, coisa que não aconteceu até o momento. “Não são apenas os auditores fiscais que terão prejuízos. Outros setores do Executivo também serão atingidos. A nossa preocupação é para com a desmotivação dos funcionalismo público estadual. Queremos o melhor para o Estado”, disse a auditora Telma.

O deputado Maurão de Carvalho esclareceu que o projeto de lei contendo a reforma proposta pelo Governo do Estado já se encontra na Assembleia Legislativa, mas ainda não foi lido em plenário. “Estamos buscando ouvir todos os segmentos envolvidos. Conversamos com alguns secretários e não chegamos a conclusão alguma. Estamos ouvindo as categorias para tomarmos uma decisão que atenda as necessidades da administração pública estadual. Até o dia 8 de outubro, não devemos votar essa proposta. Por conta disso, vamos voltar a nos reunir para saber quais a propostas concretas dos senhores, já que estou passando às mão da direção do Sindafisco cópia do projeto de lei para uma análise mais abalizada de quem realmente poderá ser atingido com as mudanças propostas”, destacou Maurão de Carvalho informando que, na próxima semana, a Assembleia Legislativa fará sessão no município de Pimenta Bueno e não haverá tempo hábil para se colocar em votação a reforma administrativa proposta pelo governador Confúcio Moura.

fonte: Sintec-RO 

Publicado em Notícias gerais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *