DEN retoma força de trabalho para garantir aprovação da PEC 555

A Diretoria Executiva Nacional (DEN) do Sindireceita compôs nessa terça-feira, dia 28 de janeiro, a mesa de debate do Movimento dos Servidores Aposentados e Pensionistas (MOSAP). O planejamento de ações estratégicas foi pauta prioritária para garantir, ainda neste ano, a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 555/06, que extingue a cobrança de contribuição previdenciária sobre os proventos dos servidores públicos aposentados.

 

A proposta é retomar a mobilização em prol da PEC 555/06, paralelo ao retorno dos trabalhos legislativos no Senado Federal e na Câmara dos Deputados, dia 03 de fevereiro. O trabalho será conduzido de forma conjunta com lideranças sindicais coirmãs, que buscam a extinção da cobrança citada na PEC em questão. A agenda positiva do MOSAP segue com atividade nos dias 04 e 05/02, com deliberação das ações e manifestação com faixas, no Congresso Nacional.

Representantes da Delegacia Sindical de Brasília, responsáveis pelo evento, compuseram a mesa do evento. A DEN esteve representado pelo Diretor de Aposentados e Pensionistas Arnaldo Severo Filho e o Diretor de Comunicação Breno de Souza Rocha. “Nosso compromisso é conscientizar a categoria filiada e não filiada sobre a responsabilidade assumida pelo Sindicato acerca de inúmeras frentes de trabalho, inclusive com a aprovação da PEC 555/06. Entre as preocupações do Sindireceita está a participação, cada vez mais ativa, nas mesas de debate, para otimizar os resultados gerados atualmente”, afirma Severo. A presidente do Sindifazenda, Jecirema Carvalho, também acompanhou o evento.

Segundo o Presidente do MOSAP, Edison Guilherme Haubert, o trabalho conjunto prevê resgatar a dignidade dos servidores aposentados e pensionistas. “Nossa luta já se estende por oito anos em caráter de negociação permanente junto às bases parlamentares. O objetivo não é gerar despesas para os cofres públicos e sim recuperar o que o governo tomou de forma indevida. O apoio do Sindireceita representa a continuidade da força já estabelecida, por isso a importância da unicidade”, completa.

 

fonte: SINDIRECEITA

Publicado em Notícias gerais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *