Raupp condena modelo tributário em vigor no país

O senador Valdir Raupp (PMDB- RO), condenou, nesta quinta-feira (10), o modelo tributário em vigor no país, classificando-o  como “injusto”. Ele disse que o país clama, há muitos anos, por uma profunda revisão da estrutura do setor.

Raupp citou pesquisa do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) que revela que o Brasill, além de taxar de forma desmesurada seus cidadãos é o campeão em “desigualdade horizontal” na hora de pagar impostos, ou seja, apresenta a maior diferença entre o que é cobrado de trabalhadores da mesma classe de renda, quando são enquadrados em diferentes regimes fiscais.

– No caso apontado no estudo, de renda hipotética de US$ 12 mil, ou cerca de R$ 24,5 mil, enquanto a pessoa jurídica recolhe zero de Imposto de Renda, uma pessoa física, ou seja, o cidadão comum recolhe 33,9% do produto de seu trabalho ao fisco – disse.

O senador ressaltou que a pesquisa também revela que a carga tributária média, em relação ao produto interno bruto, na América Latina, é de 17%, enquanto no Brasil, ela representa 34% de tudo aquilo que o país produz. Raupp lamentou que o Estado imponha uma alta carga tributária para os cidadãos e, em contrapartida, não ofereça serviços públicos de qualidade seja na área de saúde, educação, infraestrutura ou segurança pública.

– Além de arcaico e pesado, com perto de uma centena de tributos, entre impostos, taxas e contribuições, nosso modelo é muito injusto, como deixa claro, em apenas uma de suas vertentes, esse novo estudo. Por tudo o que recolhe cotidianamente aos cofres públicos, a sociedade merece mais atenção e respeito – protestou.

fonte: SENADO FEDERAL

Publicado em Notícias gerais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *