Rodrigo Maia se reúne com representantes de entidades sindicais

O Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, assegurou aos dirigentes das centrais sindicais brasileiras, durante almoço em sua residência oficial nesta terça-feira (2), que vai trabalhar pela mudança na redação da Medida Provisória que obriga o desconto por meio de boleto e não por desconto em folha, dificultando o recolhimento das contribuições e desestabilizando as organizações sindicais.

Segundo o acordado entre Maia e os dirigentes sindicais, uma nova redação à MP será apresentada até o próximo dia 16. Caso não haja acordo, a disposição do Presidente da Câmara é deixar a iniciativa do governo caducar e perder a validade, ou seja, não será votada pelos Deputados, o que irá significar a sua transformação em letra morta.

“Ficou dentro das nossas expectativas”, afirmou o Secretário-Geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves. “Se o texto não ficar de acordo, temos o compromisso de Maia pela morte natural da MP”.

Representando a Pública Central do Servidor, o Vice-Presidente da FEBRAFISCO, Hugo René, que também é Vice-Presidente da central, participou da reunião e defendeu o interesse de todos servidores públicos e da administração tributária de todo o país.

Publicações relacionadas

Publicado em Destaques.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *