SINFFAZ e SINDIRECEITA promovem debate sobre política e os movimentos sociais e sindicais

O SINFFAZ e o SINDIRECEITA promoveram nesta terça-feira, dia 19, um debate entre lideranças sindicais, políticas e candidatos, intitulado “Cenários Brasileiros – Políticas e Serviços na perspectiva do movimento popular e sindical”, que aconteceu no Auditório da Escola Superior Dom Helder Câmara, a partir das 19 horas, e reuniu representantes de federações, sindicatos, centrais sindicais e movimentos sociais de Belo Horizonte e toda Minas Gerais.

O evento contou com a participação de políticos, como o candidato a Governador pelo PT, Fernando Pimentel; o candidato a Senador pelo PMDB, Josué Alencar; os Deputados Federais e candidatos, Weliton Prado e Jô Moraes; etc.

Além do SINFFAZ, representando os servidores da Administração Tributária do Estado de Minas Gerais, os diversos setores também foram representados pelas mais de 26 entidades presentes, como o SINDIRECEITA/MG dos Analistas Tributários da Receita Federal; o SINPEF/MG dos Policiais Federais; o SINASEMPU dos Servidores do Ministério Público; o SINDOJUS/MG dos Oficiais de Justiça; o SINJUS/MG dos Servidores da Justiça de 2ª Instância; o SINPRO/MG dos Professores; a CTB Minas, a CUT/MG e UGT/MG como centrais dos trabalhadores; a FETAEMG dos Trabalhadores na Agricultura; a MAM-BH, FAMEMG e UMMP-BH das Associações de Moradores e Moradia Populares; a CMP/MG como central dos Movimentos Populares; a UBM da União Brasileira de Mulheres; a UNEGRO da União de Negros pela Igualdade; corpo docente e discente da Faculdade de Direito da Escola Superior Dom Helder Câmara; dentre outros.

As diversas reivindicações dos movimentos populares e centrais sindicais foram destaque durante os discursos dos representantes, abordando temas como o atual modelo de negociações sindicais; garantia de concursos públicos; mudança no sistema de saúde e de educação do Estado; melhores condições de habitação; reforma do sistema político; e valorização dos servidores públicos, com um governo que escute os trabalhadores.

Durante o debate, o Deputado Federal Weliton Prado parabenizou os idealizadores do evento, o Presidente Marcus Vinícius Bolpato e o Diretor Hugo Renê de Souza, em nome do SINFFAZ e da FEBRAFISCO, e Leonardo Catão, em nome do SINDIRECEITA/MG. O Deputado destacou a brilhante atuação desses sindicatos no cenário político e falou sobre a necessidade de valorização dos servidores e o assédio moral em que se encontram as diversas categorias do funcionalismo público em Minas Gerais. “É preciso eleger um Governador compromissado com as causas e movimentos sociais, que rompa com o sistema estabelecido hoje em nosso Estado”, disse o Deputado e também candidato pelo PT.

Após ouvir as questões propostas pelos sindicalistas e movimentos sociais, o candidato a Senador, Josué Alencar, falou sobre o desenvolvimento do Estado, e declarou que seu objetivo político é garantir que as mudanças propostas ao país cheguem à Minas. Filho de José Alencar, ex-Vice-Presidente do Brasil, tem como motivação o discurso do pai, que valoriza antes de empresas e entidades, as pessoas que trabalham para elas. “As políticas sociais são indissociáveis das políticas econômicas, hoje temos mais pessoas consumindo, produzindo e crescendo com o nosso país, por isso precisamos defender o desenvolvimento, para que nosso Estado reme na mesma direção que o Brasil”, disse o candidato do PMDB.

O candidato ao Governo do Estado, Fernando Pimentel, falou sobre seu encontro com o ex-Presidente Lula, que aconteceu na manhã daquela terça-feira, e disse que conversaram sobre este debate e a reconstrução do funcionalismo público no Estado de Minas Gerais, que ao longo dos anos sofreu com o atual governo. “O Presidente Lula mandou um abraço aos representantes aqui presentes e pediu que dissesse sobre a importância que ele atribui ao papel do movimento sindical dos funcionários públicos e dos movimentos sociais na reconstrução do Estado de Minas Gerais”.

A Presidente da CUT/MG – Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais, Beatriz Cerqueira, leu uma carta com propostas aos candidatos presentes e discursou sobre as diversas reivindicações, como o reconhecimento do direito de negociação coletiva do setor público estadual; concursos públicos; o fim da política de terceirização; a aplicação da convenção 151 da OIT para o funcionalismo público; e a criação de uma mesa permanente de negociação. “Hoje existe o CONES, mas este modelo em que o Governo controla a organização sindical não nos atende.”, disse a Presidenta da CUT.

As entidades entregaram ao candidato a carta com as propostas para a melhoria da interlocução e diálogo entre o Governo Estadual e a sociedade. O documento foi assinado pelo candidato a Governador, que pediu aos representantes de todas as categorias presentes o apoio para governar em conjunto, em benefício da governabilidade, da população e dos servidores. “Posso ter experiência e capacidade, mas não dou conta sozinho. Precisamos governar juntos com o mesmo vigor que fazemos estas discussões”, concluiu Fernando Pimentel.

Após firmar o compromisso com os servidores públicos, o candidato ainda falou sobre as dificuldades que encontrará se for eleito, já que será, em muitos anos, o primeiro governante de esquerda a assumir o Estado de Minas Gerais, que clama por mudanças.

Assista no vídeo abaixo a fala do Presidente do SINDIRECEITA/MG:

Assista a seguir o discurso do Deputado Federal Weliton Prado:

No vídeo abaixo, assista o discurso do candidato a Senador, Josué Alencar, e do candidato a Governador, Fernando Pimentel:

Fonte: SINFFAZ

Publicado em Notícias gerais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *