SINTFEPI tem audiência com o Secretário da Fazenda do Piauí

Aconteceu na última sexta (12) uma reunião do SINTFEPI com o Secretário da Fazenda, Rafael Fonteles, com objetivo de se apresentar reivindicações do interesse dos Técnicos Fazendários.

Na oportunidade, o Sintfepi apresentou ofício solicitando tratamento isonômico e proporcional ao que foi concedido à categoria dos servidores fazendários Analistas do Tesouro Estadual.

“Solicitamos a incorporação da GIA Metas ao vencimento e a criação de uma nova gratificação com valor proporcional ao que foi concedido aos Analistas, ou seja: incorporação ao vencimento dos R$600,00 da GIA Metas e criação de outra gratificação no valor de R$3.150,00 para os Técnicos ativos, inativos e pensionistas”, afirmou Flaviano.

O secretário reconheceu que todas as categorias tendem a reivindicar melhorias e também falou da importância do trabalho dos Técnicos Fazendários, mas disse que a proposta do Sintfepi é inviável porque afetaria os limites de gastos com pessoal previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal. Dessa forma, Rafael prometeu apresentar uma contra-proposta, mas pediu um prazo até março.

Flaviano questionou o motivo desse prazo tão demorado para a resposta e sugeriu a criação de uma comissão de representantes das entidades fazendárias para se discutir as reivindicações formuladas, mas nada ficou definido neste sentido.

Diante desses fatos, o Sintifepi convocou uma Assembleia Geral, que ocorreu no último dia 17, no Auditório da Escola Fazendária, para que fossem apresentadas informações e deliberados os posicionamentos que a categoria dos Técnicos irá tomar.

Na ocasião, os Técnicos concordaram em aguardar o prazo de 10 dias para que o Superintendente da Receita, Antônio Luís, apresente uma contraproposta às reivindicações das categorias. Na oportunidade, foi também aprovado o estado permanente de assembleia geral, ou seja, a categoria permanecerá mobilizada, podendo ser convocadas assembleias e reuniões com representantes sindicais a qualquer momento.

O Diretor Financeiro do Sintfepi, Flaviano Santana, explica que foi entregue ao Secretário Rafael Fonteles uma proposta combinada entre todas as entidades fazendárias solicitando o tratamento isonômico entre as categorias que compõem a Sefaz.

A reivindicação apresentada ao Secretário foi a incorporação da Gratificação de Incremento da Arrecadação (GIA) Metas, no valor de R$ 600, ao vencimento básico; e a criação de outra GIA, na mesma proporção que foi dada aos analistas do tesouro.

“Já tivemos uma primeira reunião com o secretário Rafael Fonteles, no início do mês, e ele ficou de analisar as nossas propostas. Aqui, todas as categorias trabalham em prol de um objetivo comum, que é o equilíbrio financeiro do Estado, e, por isso, pedimos tratamento igualitário entre todas, sem a concessão de benefícios apenas para uma ou outra categoria”, diz Flaviano Santana, da diretoria do Sintfepi.

Para Wilson Silva, diretor de assuntos políticos do Sintfepi, a união da categoria é essencial para a conquista das reivindicações. “Precisamos de representatividade e apoio na luta por nossos direitos. A grande quantidade de técnicos nas assembleias demostra que a categoria tem sido esclarecida sobre as propostas que estão sendo apresentadas ao Secretário de Fazenda”, finaliza Wilson Silva.

Publicado em Notícias dos filiados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *